Porto Alegre em Cena: confira as atrações deste finde

Um dos maiores festivais de artes cênicas do país chega a sua 23º edição. São 14 dias de programação voltada para espetáculos que despertam desde sonhos até grandes discussões.

849fa7_c6086fe9c1394a14a7b3eaa0050b7e0dmv2

Confira a programação deste fim de semana:

  • AS PALAVRAS DA CHUVA – CHUVA G – CHUVA L (SP) – A peça compõe a “Trilogia dos Gêneros” do Teatro de Rotina, companhia paulistana dedicada à pesquisa de linguagem cênica e performática. Nessa trilogia, a investigação de linguagem busca os tempos afetivos e a contemplação esquecida por uma civilização voraz. Com direção do prestigiado ator e diretor Leonardo Medeiros.
    Sexta – 18h – Teatro Bruno Kiefer (CCMQ)
  • KHALEH – Espetáculo de Caxias do Sul (RS) nascido da vontade de explorar a temática da sabedoria humana de forma profunda, “Khaleh” – palavra iraniana que significa intimidade familiar e carinhosa com outra alma – é livremente inspirado no livro “A Ciranda das Mulheres Sábias”, da psicanalista e poetisa Clarissa Pinkola Estés.
    Sexta – 20h – Teatro Carlos Carvalho (CCMQ)
  • AFROME – O segundo espetáculo do Pretagô – grupo de artistas que pesquisa identidade e representatividade negra nas artes – convida o público a brindar junto aos artistas nesse evento em que a teatralidade serve como dispositivo para o convívio e a celebração. Cenas realistas misturam-se com momentos de performances dos atores e músicos que borram as fronteiras de suas funções em busca de versatilidade.
    Sexta – 20h – Boteco do Paulista (Rua Riachuelo, 23)
  • AGORA EU VOU FICAR BONITA (SP) – Com roteiro de Dráuzio Varella e Regina Braga, o espetáculo cênico musical aborda a delicada temática do envelhecimento, através de textos literários, poesias e músicas que falam das alegrias, dores, esperanças, incertezas e medos que todos sentem ao tomar consciência de que o tempo está passando, seja aos vinte, quarenta ou oitenta anos de idade.
    Sexta – 21h – Teatro Renascença (CMC)
  • NÓS (MG) – Gerada de um mergulho radical na experiência de mais de 30 anos do mineiro Grupo Galpão – um dos mais conceituados coletivos teatrais em atividade contínua no país – a 23ª montagem da companhia debate questões atuais, como violência e intolerância, a partir de uma dimensão política.
    Sexta – 21h – Theatro São Pedro
  • O CASAL PALAVRAKIS – Da jovem e premiada companhia ATO Cia. Cênica, a peça com dramaturgia contundente da espanhola Angélica Liddell, aborda de forma poética o cotidiano de um casal que avança e recua no tempo. Entre idas e vindas, uma voz em off tece e destece a trajetória do casal protagonista que, enquanto tenta vencer um concurso de dança, precisa lidar com a responsabilidade do nascimento de sua primeira filha e todas as mudanças que isso gera na vida deles.
    Sexta e Sábado – 19h – Sala Álvaro Moreyra (CMC)
  • EM NOME DO PAI (PE) – Com texto do autor mineiro Alcione Araújo, o espetáculo dirigido pela experiente encenadora pernambucana Cira Ramos traz uma proposta investigativa de novas formas de contato entre palco e plateia.
    Sexta e Sábado – 20h – Teatro do SESC
  • WHATSAPP PARA SHAKESPEARE (RS) – Inspirado no universo de William Shakespeare, o espetáculo é uma homenagem ao maior dramaturgo inglês de todos os tempos. Com direção artística de Carlota Albuquerque, reconhecida coreógrafa, a montagem aborda o universo de Shakespeare com breves dialogos que tratam de maneira singular das conflituosas e intensas relações de amor e poder.
    Sexta e Sábad0 – 21h – Centro Histórico-Cultural Santa Casa
  • TRAVESSIA – UMA COMMEDIA TRÁGICA (RS) – O espetáculo, assinado pelo diretor e dramaturgo italiano Adriano Iurissevich, apresenta o contexto das migrações, juntando dramaturgia contemporânea e Commedia dell’Arte. No palco, um estrangeiro – movido pela fome e pelo desejo de encontrar seu lugar ao sol – expõe os inesperados conflitos intrínsecos à travessia por terras desconhecidas.
    Sábado e Domingo – 18h – Teatro Bruno Kiefer (CCMQ)
  • DANÇA DO TEMPO – O espetáculo marca um novo momento do grupo Usina do Trabalho do Ator (UTA), que, ao longo de seus 24 anos de existência, desenvolve trabalhos que se alicerçam em dois eixos principais: a Pedagogia Teatral e a criação de espetáculos. A cada apresentação, novas pessoas são convidadas a experienciar a preparação de uma performance teatral, tendo a rua como palco.
    Sábado e Domingo – 19h – Travessa dos Cataventos (CCMQ)
  • MORTE ACIDENTAL DE UM ANARQUISTA (SP) – Com texto baseado em fatos reais do genial dramaturgo italiano Dario Fo (Nobel de Literatura de 1997), o espetáculo é uma comédia que, além de divertir, provoca profunda reflexão e crítica à vida e à sociedade. Escrita há 45 anos, a engenhosa peça se mantem viva e atual, não à toa, é o texto mais montado do autor ao redor do mundo.
    Sábado (21h) e Domingo (18h) – Theatro São Pedro
  • VERDE (IN)TENSO – A obra coreográfica da GEDA Cia de Dança Contemporânea – vastamente premiado grupo com mais de 35 anos de trajetória artística do Rio Grande do Sul – é baseada em pesquisa gestual do homem do pampa gaúcho, explorando toda sua gênese. O espetáculo é uma espécie de recorte da personalidade pampeana, tanto antropológica como territorial, na contemporaneidade.
    Domingo – 21h – Teatro Renascença (CMC)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Gostou? Saiba mais em portoalegreemcena.com.

Imagens: Divulgação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s