26º Porto Alegre Em Cena anuncia Alice Urbim como madrinha

AlicePoaEmCena-7

26º Porto Alegre em Cena já tem uma madrinha: Alice Urbim. Com vasta experiência no mercado da comunicação, Alice é jornalista e atua como gerente de programação na RBS TV, desde 2010. Também foi responsável pela produção e implantação de programas do Canal Rural e da TVCOM. Coordenou e produziu peças teatrais, shows e longas-metragens em Porto Alegre. No segmento acadêmico atuou como professora universitária na Faculdade de Comunicação da PUCRS. Com produção de entretenimento transitou pela gerência executiva, chefia de reportagem, edição e direção. Na Rede Globo, foi gerente de produção da minissérie Incidente em Antares, de Paulo José. Em 2003, fez o Curso Prático de Documentário com o cineasta Otávio Cortazar na Escola de Cine e TV em Cuba produzindo o documentário Tarekos.

Em 2004 Alice recebeu da Federasul o prêmio Líderes e Vencedores na Categoria Cultura e em 2014 o Prêmio Globo de Programação de Gestor Destaque, da Rede Globo. De 2004 a 2014 foi coordenadora nacional no Brasil do Input – International Public Television. Na RBS TV foi responsável pelo Entretenimento de 1999 a 2013, e na TVCOM de 2004 a 2010.

A escolha para o posto é sempre um grande desafio para os organizadores do evento, que buscam não somente personalidade e trajetória marcantes como também alguém que compartilhe o amor e a entrega às artes e à cultura. “Pensar numa pessoa que participe de tudo, que ajude com seu trabalho, com sua presença, com seu olhar não é fácil. Na hora abri um sorriso de certeza de que era a pessoa certa pra nos acompanhar esse ano”, celebra Fernando Zugno, Coordenador Geral do Em Cena e amigo de Alice.

Precedida pela escritora Anna Mariano na edição passada, Alice foi uma escolha natural e significativa justamente por seu olhar certeiro e único.  Membro vitalício das reuniões do Prêmio Braskem em Cena, Alice cativa com sua personalidade forte e ética. “Conforme fomos nos aproximando, fui descobrindo – bem assim, no gerúndio, aos poucos, seu humor maravilhoso e ficamos cada vez mais próximos. Aquele olhar profundo que me chama de jeito e, quando vejo, estamos discutindo sobre arte, teatro, jornalismo e política. Sobre o que será que será de nós? Que honra poder tê-la por perto, presente no festival, nos ajudando a pensar e fazê-lo acontecer”, assegura Zugno.

O 26º Porto Alegre em Cena é uma realização da Prefeitura de Porto Alegre por meio da Secretaria Municipal da Cultural e do Governo Federal, através do Ministério da Cidadania e da Secretaria Especial da Cultura. O festival conta com financiamento Pró-cultura RS, mecanismo de incentivo à cultura da Secretaria de Estado da Cultura.

Foto: Juliana Alabarse/Creative Fotografia
Anúncios

Espetáculo “5 X Comédia” volta a Porto Alegre

image001

Visto por mais de 450 mil espectadores nos anos 90, tornando-se uma das grandes sensações da história do teatro brasileiro, o espetáculo 5 X Comédia voltou totalmente repaginado em 2016 com esquetes escritos e interpretados por alguns dos mais prestigiados nomes do humor e da nova dramaturgia do país. No mesmo caminho de sucesso da antecessora, a montagem, com direção de Monique Gardenberg e Hamilton Vaz Pereira, está novamente na estrada, pelo quarto ano consecutivo, agora com duas apresentações em Porto Alegre, no Teatro CIEE, no dia 09 de junho.

Nesta versão do século XXI, Bruno Mazzeo, Debora Lamm e Katiuscia Canoro dão vida aos personagens criados, respectivamente, por Antonio Prata, Julia Spadaccini e Pedro Kosovski, enquanto Fabiula Nascimento e Lucio Mauro Filho interpretam textos de Jô Bilac. O cenário é de Daniela Thomas e Camila Schmidt, a iluminação, de Maneco Quinderé, e o figurino, de Cassio Brasil. A produção é da Dueto Produções, o patrocínio é da SulAmérica Seguros, através do projeto Circuito SulAmérica Música e Movimento, que completou dez anos em 2018 e já patrocinou espetáculos que foram sucesso em todo o país. A temporada conta ainda com o apoio do UOL.

Os ingressos para as apresentações em Porto Alegre estão à venda no site http://www.ingressorapido.com.br e na bilheteria do Teatro CIEE.

SERVIÇO

5 X Comédia
Teatro CIEE – R. Dom Pedro II, 861 – São João
Data: domingo, 09 de junho
Horários: 18h e 20h30

Ingressos:

Plateia alta e plateia baixa: Inteira R$60 / Meia R$30
Camarote e Mezanino: Inteira R$30 / Meia R$15

Bilheteria:

Horários de funcionamento: Abre somente no dia do espetáculo, a partir das 14h
Telefones para informações: (51) 3363-1111 / (51) 3231-4142

Outros pontos de venda:

Multisom – Andradas
Horários de funcionamento: Segunda a Sexta 09:00 Intervalo 14:00 as 15:20 19:00 / Sábado 09:00 Intervalo 14:00 as 15:20 17:00
Formas de pagamento: Dinheiro, Débito, Crédito (em até 10x)
Rua das Andradas, 1001, Centro – Fone: (51) 3225-5982

Multisom – Bourbon Shopping Ipiranga
Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 ás 22:00 / Domingo 14:00 ás 20:00
Formas de pagamento: Dinheiro, Débito, Crédito (em até 10x)
Avenida Ipiranga, 5200, Jardim Botânico – Fone: (51) 3315-8577

Multisom – Praia de Belas Shopping
Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 ás 22:00 / Domingo 14:00 ás 20:00
Formas de pagamento: Dinheiro, Débito, Crédito (em até 10x)
Avenida Praia de Belas, 1181, Praia de Belas – Fone: (51) 3232-1197

Multisom – Shopping Iguatemi –
Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 ás 22:00 / Domingo 14:00 ás 20:00
Formas de pagamento: Dinheiro, Débito, Crédito (em até 10x)
Avenida João Wallig, 1800 – Loja 109 – Fone: (51) 3328-5048

Multisom Barra Shopping Sul –
Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 ás 22:00 / Domingo 14:00 ás 20:00
Formas de pagamento: Dinheiro, Débito, Crédito (em até 10x)
Avenida Diário de Notícias, 300 – Lojas 1040 a 10 – Fone: (51) 3243-1888

Vendas Online:

Blue Tickets – http://www.bluetickets.com.br

Classificação: 14 anos
Gênero: Comédia
Duração: 100 min

Foto: Greg Salibian

Porto Alegre Em Cena abre inscrições para o 14º Prêmio Braskem em Cena

em-cena-1024x682

O 26º Porto Alegre em Cena, grande festival das artes cênicas da capital, será realizado entre os dias 10 e 22 de setembro. A 26ª edição reunirá peças locais, nacionais e internacionais em vários espaços culturais da cidade.

O festival receberá até 27 de maio inscrições para espetáculos locais, produzidos no município de Porto Alegre/RS. Os grupos e artistas interessados devem enviar os materiais listados abaixo para: inscricaoemcena@gmail.com

 – ficha de inscrição completamente preenchida (clique aqui para baixar);
– link da web com o espetáculo na íntegra;
– fotos do espetáculo;
– release do espetáculo em pdf;
– material de consagração do espetáculo em pdf.

Atenção: só serão aceitos arquivos digitais!

A divulgação dos espetáculos selecionados ocorrerá no dia 31 de maio e a curadoria é composta por Fernando Zugno, Kaya Rodrigues, Eduardo Custódio, Airton Tomazoni, Jessé Oliveira, Anette Lubisco e Jane Schoninger.

 O 26º Porto Alegre em Cena é uma realização da Prefeitura de Porto Alegre através da Secretaria Municipal da Cultural e do Governo Federal, através do Ministério da Cidadania e da Secretaria Especial da Cultura. O festival conta com financiamento Pró-cultura RS, mecanismo de incentivo à cultura da Secretaria de Estado da Cultura.

Mariana Santos em Porto Alegre com a comédia musical “Só de Amor”

Só de Amor - Credito Priscila Prade 3

Fora do teatro desde 2015, quando esteve em cartaz com A Comédia das Maldades, comandada por Victor Garcia Peralta, Mariana Santos escolheu 2019 para marcar sua volta aos palcos. Entre 2012 e 2015, a atriz participou do sucesso Atreva-se, peça dirigida por Jô Soares e que ficou mais de três anos em cartaz. Integrante atualmente da novela Malhação, ela também fez parte do programa Amor & Sexo, do elenco da novela Pega Pega e da série Os Infratores.

A atriz encara agora no teatro o solo Só de Amor, primeiro texto de sua autoria com direção de Rodrigo Velloni, seu marido e produtor da peça. Na comédia musical, ela vive uma cantora que embala o público em meio a uma crise de pânico durante o show. Números de plateia, cenas cômicas, improvisos e música também fazem parte da montagem. A novidade terá duas apresentações em Porto Alegre, no Theatro São Pedro, dias 25 e 26 de maio. Os ingressos já estão à venda em http://www.teatrosaopedro.com.br e na bilheteria local com preços de R$ 40 a R$ 80.

Mariana conta que procurou alguns textos e recebeu convites para fazer outros espetáculos, mas não se identificou com nenhum deles e sentiu uma real necessidade de fazer algum trabalho autoral: “Já escrevi algumas esquetes, mas a ideia de escrever um solo pra mim que tivesse a ver com meu momento atual, com o que eu gostaria de comunicar com o publico, já vem de alguns anos. Tinha a necessidade de colocar em palavras o que eu queria expressar nesse momento artístico da minha vida”, afirma Mariana. “Quero falar de sentimentos comuns a várias pessoas, como medo, solidão, amor. O público se identifica, pois todos já tiveram suas fases de pânico, amores, necessidade de ser aceito em algum estagio da vida, necessidade de ser amado, relação com os pais, relações da infância que a gente carrega por toda a vida. Trato com humor, leveza e com um pouquinho de dor também aquelas questões que ficaram mal resolvidas na infância”, completa.

Quando estava terminando de escrever o texto, Mariana sentiu a necessidade de acrescentar cantigas de roda à dramaturgia. “Elas expressam tudo o que eu preciso falar no texto: solidão, medo, amor, poesia. As letras são muito profundas e tem tudo a ver com o espetáculo e a personagem. São cantigas de roda adaptadas de forma mais adulta por mim e pela Fernanda Maia, nossa diretora musical também responsável pelos arranjos. Nós duas alteramos as letras e fizemos uma criação conjunta das músicas”.

Rodrigo Velloni afirma que o fato de serem um casal ajudou muito no processo artístico: “Primeiro porque nos divertimos muito. Segundo porque trata-se de um espetáculo também autoral, onde vi muito a Mariana escrever. A proximidade gera a intimidade no processo e o fato de sermos um casal, faz com que eu tenha muita vontade de acertar na direção e na produção porque sei o quanto ela é talentosa, vocacionada e merece um espetáculo a altura. Nossa intimidade no palco vem de muitos anos. Fizemos juntos Atreva-se, que foi um sucesso, por mais de 3 anos. Foram 350 apresentações e estive em todas. Vi o quanto a Mari ajudou o espetáculo brilhar”, conta o produtor que agora assina sua primeira direção. “Na verdade fui por quase 10 anos assistente de direção do Vladimir Capella e sempre montamos espetáculos grandes, com elencos numerosos. Sempre vi o Vladi como um dos maiores encenadores do país e ele me ensinou a trabalhar. Assistíamos quase todas as sessões das peças juntos da plateia e fui desenvolvendo este olhar para o teatro. Agora, assinar a direção é outra responsabilidade, mas temos uma equipe de excelência artística e estou seguro. E Mariana é uma atriz especial”.

SERVIÇO

SÓ DE AMOR, com Mariana Santos
Dias 25 e 26 de maio
Sábado, às 21h
Domingo, às 18h
Theatro São Pedro (Praça Marechal Deodoro – Centro Histórico – Porto Alegre)
Duração: 60 minutos
Classificação etária: 14 anos

Vendas:

– Online: http://www.teatrosaopedro.com.br

– Bilheteria do Theatro São Pedro: de segunda a sexta-feira, das 13h até o horário de início dos espetáculos. Quando não há espetáculo, das 13h às 18h30. Nos sábados e domingos, das 15h até o horário de início dos espetáculos.

Ingressos:

Galeria: R$ 40,00 (inteiro) / R$ 20,00 (meia-entrada)
Camarote Lateral: R$ 60,00 (inteiro) / R$ 30,00 (meia-entrada)
Camarote central: R$ 70,00 (inteiro) / R$ 35,00 (meia-entrada)
Plateia: R$ 80,00 (inteiro) / R$ 40,00 (meia-entrada)
Cadeiras Extras: R$ 80,00 (inteiro) / R$ 40,00 (meia-entrada)

Descontos:

50% para associados da AATSP (ingressos limitados)
50% para estudantes, jovens de baixa renda e pessoas com deficiência (40% da lotação)
50% para idosos
50% para associados do Clube do Assinante ZH (titular e acompanhante)
50% para clientes e funcionários da Porto Seguro

Mais informações para o público:

(51) 3227.5100 / 3227.5300 com a equipe do Theatro São Pedro

Ópera “O Quatrilho” volta aos palcos do Rio Grande do Sul em junho

O QUATRILHO - foto Gilberto Perin (9)

Após o sucesso da primeira turnê, que reuniu quase seis mil pessoas em diversos palcos do Rio Grande do Sul no último ano, a ópera O Quatrilho volta a circular pelo estado no mês de junho. A obra terá quatro novas récitas, fazendo sua estreia em Vacaria (dia 12, na Casa do Povo), e passando novamente por Passo Fundo (dia 15, no Teatro Notre Dame), Porto Alegre (dia 16, no Teatro do Bourbon Country) e Novo Hamburgo (dia 18, no Teatro Feevale).

Os ingressos já estão à venda em http://www.blueticket.com.br para o espetáculo em Passo Fundo e em http://www.uhuu.com para as apresentações em Porto Alegre e Novo Hamburgo. Em Vacaria, o ingresso é a doação de um livro.

A ópera em dois atos de Vagner Cunha tem libreto de José Clemente Pozenato, autor do romance homônimo que conta a história de dois casais de descendentes italianos que constroem suas vidas no interior do Rio Grande do Sul no inicio do século XX. Nas apresentações com regência do maestro Antonio Carlos Borges-Cunha e direção cênica deLuís Artur Nunes há 12 músicos da Camerata OntoArte e sete cantores em cena: Carla Maffioletti (soprano) no papel de Teresa, Maíra Lautert (soprano) como Pierina,Flávio Leite (tenor) como Ângelo, Daniel Germano (barítono) interpretando Mássimo, Luciane Bottona (contralto) no papel de Tia Gema, Ricardo Barpp (barítono) como Cósimo e Pedro Spohr (baixo) como Rocco.

Lançado em 1985, o livro O Quatrilho, de José Clemente Pozenato, tornou-se filme em 1995 sob a direção de Fábio Barreto, e concorreu no ano seguinte ao Oscar de melhor filme estrangeiro. A exposição no cinema fez ainda mais conhecida a história dos dois casais de descendentes italianos que constroem suas vidas no interior do Rio Grande do Sul no inicio do século XX. A obra também já foi adaptada para os teatros e, em 2018, ganhou sua versão em ópera, com música de Vagner Cunha e libreto de José Clemente Pozenato.

Produzida inteiramente no Rio Grande do Sul, a ópera O Quatrilho tem elementos cênicos que remetem ao estilo de vida dos imigrantes italianos que viveram na área rural do Estado no início do século XX. Os figurinos, assinados pela porto-alegrense Malu Rocha, são compostos por cerca de 30 peças produzidas em cores frias e terrosas, retratando as personalidades dos protagonistas da trama.

O cenário, desenhado pelo cenógrafo Rodrigo Lopes, mostra o interior e ao mesmo tempo o exterior de uma casa colonial italiana. O uso de lambrequins, adorno arquitetônico de madeira recortada muito utilizado nas residências dos imigrantes italianos, e de pintura de madeira junto com um céu formam o espaço cênico.

O enredo de O Quatrilho baseia-se em fatos reais, retratando o cotidiano e a realidade dos imigrantes no Sul do Brasil no início no século XX, deixando claro o poder da mulher nas decisões de família e também de negócios. A história acontece em 1910, numa comunidade rural de imigrantes italianos, no Sul do Brasil, quando dois casais se unem para sobreviver e decidem morar na mesma casa. Com o tempo, a esposa de um passa a se interessar pelo marido da outra, sendo correspondida. Os dois amantes decidem fugir e recomeçar outra vida, deixando para traz seus parceiros, que viverão uma experiência dramática e constrangedora, mas nem por isso desprovida de amor. O título faz analogia ao jogo do quatrilho: jogo de cartas onde os parceiros se trocam ao longo da partida. Tudo pode acontecer nesse jogo.

O Quatrilho, além fazer um resgate histórico da liderança brasileira formada pela colonização italiana, coloca em voga o papel de protagonismo dos empreendedores e comerciantes que, frente às adversidades, escolhem seu caminho, transpondo os obstáculos para seguir sempre em frente. Através de personagens icônicos que resolvem suas vidas conforme a realidade se apresenta, representaremos os colonos e os negócios familiares, espinha dorsal do Rio Grande do Sul, cujos valores foram calcados na força do trabalho e na intensidade das relações.

Apesar do que possa parecer ao olhar desatento, a célebre história da troca de casais não é uma história sobre traição. É uma história de fidelidade a si próprio, uma relação de amor com os valores que regem a vida de cada um.

A nova turnê é uma realização do Ministério da Cidadania, tem direção artística da Bell’Anima Produções Artísticas e produção executiva da Branco Produções. A programação deste ano ainda contará com ações paralelas em cada cidade visitada, reunindo comunidade e lideranças locais para discutir, em palestras e mesas redondas, as temáticas Arte & Liderança: A experiência estética da música na formação do indivíduo e Protagonismo Feminino: A força da autenticidade.

SERVIÇO

ÓPERA O QUATRILHO

Classificação: Livre
Duração: aproximadamente 2 horas (incluindo 15 minutos de intervalo)

VACARIA

Dia 12 de junho, quarta-feira, às 20h
Casa do Povo (R. Borges de Medeiros, 1987 – Glória)

A ida do espetáculo para Vacaria é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, da Câmara Municipal de Vacaria e da Associação Amigos da Biblioteca Pública

Apresentação gratuita. Doe um livro e ganhe um ingresso!

Os ingressos devem ser retirados antecipadamente, a partir do dia 20 de maio, na Biblioteca Pública Municipal Theobaldo Paim Borges (Rua Borges de Medeiros, 1399), mediante doação de um livro literário novo ou usado.

PASSO FUNDO

Dia 15 de junho, sábado, às 20h
Teatro Notre Dame (Rua Morom, 2255 – Centro – Passo Fundo)
O espetáculo será apresentado na cidade com patrocínio de Farmácias São João e IMED.

Ingressos:

Plateia Alta: R$ 70,00 inteiro | R$ 35,00 meia-entrada
Plateia Baixa: R$ 90,00 inteiro | R$ 45,00 meia-entrada

Vendas:

Online: http://www.blueticket.com.br

Loja Multisom do Bella Cittá Shopping: Rua Cel. Chicuta, 335 – Centro. Horários de funcionamento: de segunda a sábado, das 10h às 22h; domingos e feriados, das 14h às 20h.

Forma de pagamento: somente em dinheiro.

PORTO ALEGRE

Dia 16 de junho, domingo, às 20h
Teatro do Bourbon Country (Av. Túlio de Rose, 80 – Passo D’Areia – Porto Alegre)
O espetáculo será apresentado na cidade com patrocínio da Florense, Panvel, Grendene, Tramontina e Zaffari, além do apoio da Opus e do CDL Porto Alegre

Ingressos:

Galerias: R$ 70,00 inteiro | R$ 45,00 meia-entrada
Mezanino: R$ 90,00 | R$ 40,00 meia-entrada
Plateia Alta: R$ 110,00 | R$ 55,00 meia-entrada
Plateia Baixa: R$ 130,00 | R$ 65,00 meia-entrada

Vendas:

Online: http://www.uhuu.com. Formas de pagamento: Visa, Master, Diners, Hiper, Elo, Vale Cultura Ticket, American.
Bilheteria do Teatro Bourbon Country: Endereço: Av. Túlio de Rose, 80. Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 13h às 21h; e domingos e feriados, das 14h às 20h. Formas de pagamento: Dinheiro, Visa, Master, Diners, Hiper, Elo, Vale Cultura Ticket, American e Banricompras (débito).
Bilheteria do Teatro Feevale: Universidade Feevale – ERS-239, 2755 – Campus II, Novo Hamburgo – RS. Horário de funcionameto: de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h e sábados das 9h às 13h. Formas de pagamento: Dinheiro, Visa, Master, Diners, Hiper, Elo, Vale Cultura Ticket, American e Banricompras (débito).

NOVO HAMBURGO

Dia 18 de junho, terça-feira, às 21h
Teatro Feevale (Universidade Feevale – ERS-239, 2755 – Campus II – Novo Hamburgo
O espetáculo será apresentado na cidade com patrocínio da Calçados Beiro Rio, Cofrag, Cipatex, Kiling e Bertex
, além do apoio da Assintecal

Ingressos:

Preço único: R$ 90,00 inteiro | R$ 45,00 meia-entrada

Online: http://www.uhuu.com. Formas de pagamento: Visa, Master, Diners, Hiper, Elo, Vale Cultura Ticket, American.
Bilheteria do Teatro Bourbon Country: Endereço: Av. Túlio de Rose, 80 – Porto Alegre. Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 13h às 21h; e domingos e feriados, das 14h às 20h. Formas de pagamento: Dinheiro, Visa, Master, Diners, Hiper, Elo, Vale Cultura Ticket, American e Banricompras (débito).
Bilheteria do Teatro Feevale: Universidade Feevale – ERS-239, 2755 – Campus II, Novo Hamburgo – RS. Horário de funcionameto: de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h e sábados das 9h às 13h. Formas de pagamento: Dinheiro, Visa, Master, Diners, Hiper, Elo, Vale Cultura Ticket, American e Banricompras (débito).

Foto: Gilberto Perin

Espetáculo “Adolescer” terá sessão especial no Dia das Mães

Adolescer - Cena festa do Pijama - Credito Cau Guebo

O espetáculo Adolescer terá uma sessão especial no Dia das Mães. Na apresentação marcada para o próximo dia 12 de maio, às 18h, no Teatro da AMRIGS, haverá uma homenagem feita pelo elenco e a plateia a todas as mães que estiverem presentes. Além disso, mães e filhos que forem juntos ao teatro vão poder garantir seus lugares com mais de 50% de desconto, através do ingresso-presente, por R$ 50, que dá direito a duas entradas. Os ingressos já estão à venda em www.tcheofertas.com.br, na loja Gang do Shopping Iguatemi e na bilheteria do Teatro da AMRIGS.

Com temática voltada para as famílias, a peça mostra cenas e diálogos do cotidiano dos adolescentes, com foco principal no relacionamento dos jovens com seus pais. A montagem ainda aborda assuntos recorrentes nos últimos anos e que já são clássicos do Adolescer, como a relação com o excesso de informações e as novas tecnologias, as difíceis tomadas de decisões, os questionamentos sobre o sentido da vida, as mudanças corporais e a valorização dos professores.

Escrita, produzida e dirigida pela atriz, professora e pedagoga Vanja Ca Michel, a peça tem 14 atores em cena interpretando mais de 140 personagens e coreografias originais assinadas por Thiago Fernandes. Durante a apresentação, o público ainda pode participar do Random Play Dance, brincadeira que já ficou famosa entre crianças e adolescentes do mundo todo, com improvisações de coreografias K-Pop feitas pelo elenco e a bailarina gaúcha Maki, especializada no gênero.

SERVIÇO

Adolescer
Dia 12 de maio, domingo, às 18h
Teatro da AMRIGS (Av. Ipiranga, 5311 – Partenon – Porto Alegre/RS)

 Duração: 90 minutos
Classificação etária: 10 anos

Ingressos:

R$ 50,00 ingresso-presente, que dá direito a duas entradas
R$ 60,00 inteiro
R$ 30,00 meia-entrada

Vendas:

Online: www.tcheofertas.com.br

Loja Gang do Shopping Iguatemi: Av. João Wallig, 1800. Horário de funcionamento: de segunda a sábado das 10h às 22h; domingos e feriados das 12h às 20h.

Teatro da AMRIGS: Av. Ipiranga, 5311. Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h.

Foto: Cau Guebo

Espetáculo “Rose, a doméstica do Brasil” é cancelado em Porto Alegre

Rose

A Little John Entretenimento comunica o cancelamento do espetáculo Rose, a doméstica do Brasil que ocorreria no dia 18 de abril no Teatro do Bourbon Country, em Porto Alegre, por motivos de força maior. Os realizadores e a equipe do espetáculo agradecem a compreensão do público.

As solicitações de reembolso deverão ocorrer até o dia 15 de maio, no mesmo local da compra, mediante apresentação de documento de identidade e ingressos.

Aos que adquiriram ingressos pela internet, no site uhuu.com, o estorno poderá ser solicitado por uma das seguintes formas:

– Portal – diretamente pelo portal fazendo o login, acessando “Perfil”, “Meus Pedidos” e

“Solicitar Cancelamento”.

– E-mail – enviando e-mail com o título “CANCELAMENTO ROSE PORTO ALEGRE” para falecom@uhuu.com

Chat online- Acessando o portal Uhuu.com, opção “Ajuda”.

PRAZOS DE REEMBOLSOS

Cartão de crédito: o estorno acontecerá na próxima fatura ou na fatura subsequente, de acordo com o fechamento da sua fatura*

Cartão de débito: 15 dias úteis para reembolso;

Em dinheiro: a devolução acontecerá igualmente em dinheiro;

*Conforme regras da sua administradora de cartão, para compras realizadas acima de 90 dias, a Uhuu poderá em alguns casos, solicitar os seus dados bancários para depósito.

Com Rainer Cadete, comédia “O Louco e a Camisa” terá sessões em Porto Alegre

o louco e a camisa - crédito caio gallucci -1

Após duas temporadas de sucesso em São Paulo, a comédia dramática O Louco e a Camisa chega a Porto Alegre para duas apresentações no Teatro Unisinosdias 19 e 20 de janeiro, com sessões no sábado às 21h e no domingo às 18h. Com Rainer CadetePatrícia Gaspar, Priscilla Squeff, Dudu Pelizzari e Ricardo Dantas em cena, a montagem tem texto premiado do argentino Nélson Valente, que já foi visto em mais de sete países, e já foi indicada ao prêmio de melhor espetáculo e melhor elenco na temporada de São Paulo, além de ter sido um dos destaques no Festival de Teatro Vivo. Os ingressos estão à venda em www.blueticket.com.br e nas lojas Multisom com preços de R$ 60 no valor inteiro R$ 30 para quem tem direito à meia-entrada. O espetáculo tem patrocínio da Vivo e do Ministério da Cultura, via Lei Rouanet.

Traduzida e idealizada por Priscilla Squeff e dirigida por Elias Andreato, O Louco e a Camisa conta a história de uma família que se depara com preconceitos dentro da própria casa. Ao decidir reunir a família para apresentar seu namorado, a irmã coloca todos em situação limite fazendo um pedido chocante, que envolve seu irmão considerado “louco” (Rainer Cadete). E assim, os segredos mais íntimos de cada um se revelam.

Uma comédia familiar para rir e chorar, a peça fala sobre a loucura, a família e a hipocrisia que ronda estes personagens. A comédia se dá em contraponto ao drama vivido com esses conflitos familiares, pois os personagens naturalmente se metem em situações cômicas para solucionar seus problemas. O público se emociona e ri durante todo o espetáculo ao perceber como esta família “se esforça” para esconder a existência de um “louco” e suas ideias aparentemente malucas. Mas quem é “louco” de fato? Quem diz a verdade ou quem esconde? Esta família vai te emocionar.

SERVIÇO

O LOUCO E A CAMISA
Dias 19 e 20 de janeiro de 2019
Sábado, às 21h e domingo, às 18h
Teatro Unisinos (Av. Dr. Nilo Peçanha, 1600 – Boa Vista – Porto Alegre)
Duração: 70 minutos
Classificação: 12 anos

 Ingressos:
Inteiro (R$ 60,00)
Meia-entrada (R$ 30,00)

Vendas:

Online: www.blueticket.com.br

Lojas Multisom (Rua dos Andradas, Bourbon Shopping Ipiranga, Praia de Belas Shopping, Shopping Iguatemi e BarraShopping Sul)

Teatro Unisinos: somente nos dias das apresentações, a partir de duas horas antes das sessões

Descontos:

50% para estudantes, jovens de baixa renda e pessoas com deficiência
50% para idosos

50% para associados do Clube do Assinante ZH (titular e um acompanhante)

A concessão do direito ao benefício da meia-entrada é assegurada em 40% (quarenta por cento) do total dos ingressos disponíveis para cada evento. O Teatro Unisinos disponibiliza até 484 lugares para comercialização de ingressos, o que, de acordo com a lei, libera até 194 lugares para venda de ingressos com meia-entrada.

Mais informações pelo Call Center Blueticket:  (51) 3117-0850

Foto: Caio Gallucci

“Minha Mãe É Uma Peça” retorna a Porto Alegre para última apresentação na cidade

16319_em_pe_janela_2

Minha Mãe É Uma Peça volta aos palcos. A remontagem vem para brindar e comemorar a brilhante trajetória de Dona Hermínia, personagem que conquistou todo o país e que já levou milhões de espectadores aos teatros e aos cinemas de todo o Brasil, com os filmes Minha Mãe É Uma Peça 1 e 2. De volta a Porto Alegre, o espetáculo ocorre no dia 6 de dezembro, às 19h, no Teatro do Sesi. Os ingressos já estão à venda.

Nessa reedição de Minha Mãe é Uma Peça, chamou-se o cenógrafo Zé Carratu, que imprimiu sua sofisticação a nova ambientação da peça e a figurinista Reka Koves, que trouxe a contemporaneidade ao visual da personagem. A iluminação é de Marcos Olivio, um craque, e a trilha sonora renovou-se na antiga e ultra bem-sucedida parceria com Zé Ricardo. A direção continua com o talentosíssimo João Fonseca, premiado diretor de inúmeros sucessos do teatro brasileiro. Quem assina o texto e dá vida a fulgurante Dona Hermínia, personagem com rara carga de humanidade, fator que gera identificação maciça do público, é o ator Paulo Gustavo, que consegue eletrizar o público com a mais perfeita tradução da personagem que ele mesmo criou.

O ESPETÁCULO

Em princípio, todo o texto que aborde de maneira sensível as relações familiares, especialmente de pais e filhos, já tende a garantir uma identificação com a plateia. Contudo, Paulo Gustavo transcende os estereótipos e clichês e com um olhar agudo, acessa de forma sensível o delicado e muito bem-humorado universo de Dona Hermínia. O ator ao adentrar nos meandros e melindres de Dona Hermínia e sua família, captados no texto, mas, sobretudo, nos jeitos e trejeitos dessa Mãe, está falando de todas as famílias brasileiras.

Mais ainda, a peça fala de afeto, de laços familiares que superam “entreveros” e “confusões”. Dona Hermínia é uma mulher madura, aposentada e sozinha, cuja maior ocupação é justamente procurar o que fazer, uma vez que seus filhos estão crescendo e não precisam mais de seus cuidados e broncas. É este o universo da personagem que, na falta de trabalho e romance e entre uma conversa e outra com a tia idosa, a vizinha fofoqueira e a irmã confidente, ainda precisa manter a sua condição de mãe às voltas e preocupada com problemas dos filhos.

O que pode faltar em “simpatia” a Dona Hermínia, sobra em graça. A personagem é divertidíssima. Bom para a plateia; afinal, rir dessas mulheres é um bom modo de não enlouquecer junto com elas.

Para este espetáculo, Paulo Gustavo, trouxe à tona a espantosa bagagem de suas experiências e observações domésticas, compondo com elas um espectro dos humores femininos, gestos, trejeitos, falas, atitudes, achaques e ataques, oferecendo uma minuciosa observação do cotidiano brasileiro que resultou numa comédia especialmente sensível e bastante divertida.

SERVIÇO

MINHA MÃE É UMA PEÇA

Dia 06 de dezembro
Quinta-feira, às 19h
Teatro do Sesi (Av. Assis Brasil, 8787 – Sarandi, Porto Alegre)

INGRESSOS:

Setor Inteira Meia-entrada
Mezanino Visão Parcial R$ 80,00 R$ 40,00
Mezanino R$ 100,00 R$ 50,00
Plateia Alta R$ 140,00 R$ 70,00
Plateia Baixa R$ 180,00 R$ 90,00

– 50% de desconto para sócios do Clube do Assinante RBS somente na estreia – limitado a 100 ingressos e vendas apenas na bilheteria;

– 50% de desconto para titulares dos cartões Zaffari Card e Bourbon Card, somente para estreia, adquiridos apenas na bilheteria – limitado a 100 ingressos;

– 10% de desconto para titulares dos cartões Zaffari Card e Bourbon Card nos demais ingressos;

– 10% de desconto para sócios do Clube do Assinante RBS nos demais ingressos.

* Crianças até 24 meses que fiquem sentadas no colo dos pais não pagam;
** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso à casa de espetáculo;

*** A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais no Rio Grande do Sul:
– IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
-ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações: http://www.documentodoestudante.com.br
– PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.
– JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.
– JOVENS COM ATÉ 15 ANOS mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
– APOSENTADOS E/OU PENSIONISTAS DO INSS (que recebem até três salários mínimos) mediante apresentação de documento fornecido pela Federação dos Aposentados e Pensionistas do RS ou outras Associações de Classe devidamente registradas ou filiadas. Válido somente para espetáculos no Teatro do Bourbon Country e Auditório Araújo Vianna.
– DOADORES REGULARES DE SANGUE mediante apresentação de documento oficial válido, expedido pelos hemocentros e bancos de sangue. São considerados doadores regulares a mulher que se submete à coleta pelo menos duas vezes ao ano, e o homem que se submete à coleta três vezes ao ano.

****Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.

*****Descontos não cumulativos a demais promoções e/ ou descontos.

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sujeito à taxa de serviço):
Site: http://www.uhuu.com

Atendimento: falecom@uhuu.com

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sem taxa de serviço):
Bilheteria do Teatro do Bourbon Country: Av. Túlio de Rose, nº 80 / 2º andar (de segunda a sábado, das 10h às 22h, e domingo e feriado, das 14h às 20h)

Formas de pagamento:
Internet: Visa, Master, Diners, Hiper, Elo, American.
Bilheteria: Dinheiro, Visa, Master, Diners, Hiper, Elo, American e Banricompras (débito).

Foto:  Fábio Bartelt

Estreia “Docuças e Travessuras”, uma comédia para adultos

O que uma rainha da bateria acima do peso, uma drag-queen, um domador de leões e um palhaço de festas infantis podem ter em comum?

A comédia adulta Doçuras ou Travessuras, que estreia neste sábado (20), retrata as desventuras dessas quatro personagens. Serão quatro apresentações (dias 20, 21,27 e 28) sempre às 20h, no Teatro Nilton Filho (Rua Grão Pará, 179, Menino Deus). A direção é de Rafael Bins.

No espetáculo, Mika que não é mais aceita pela escola de samba porque está acima do peso, Paola que perde a fama de drag queen porque está velha demais, Ramires que não pode mais ter animais nos shows do circo e Luan que é animador de festas. Juntos, eles fazem sucesso animando festas infantis, até que um deles bate numa das crianças e eles viram foragidos da polícia. Agora eles precisam achar uma maneira de se esconder da polícia e uma nova maneira de ganhar dinheiro. O que será que eles vão fazer pra sair dessa?

divulgação